sábado, 11 de agosto de 2007

Sem título, sem sonhos, sem nada.

Acordou, lavou o rosto, deixou novamente para amanhã a árdua tarefa de fazer a barba. Tomou um banho, pegou aquele jeans desbotado e a velha camisa com os dizeres revolução. Vestiu-se, pegou o maço de cigarros, as chaves, trancou a porta e saiu.

Andou até a parada de ônibus, parou e esperou, o ônibus veio, muitos subiram, ele também. Logo desceu. Mesmo com todas as janelas abertas ainda assim se sentiu sufocado, decidiu continuar o percurso a pé.

Desceu do ônibus, acendeu um cigarro, deu um trago e veio a sensação de paz.

E lá ia ele.

Uma das mãos no bolso, o cabelo preto desarrumado como prova de que não havia sido penteado, talvez por falta de tempo, talvez por ter sentido saudade dos velhos tempos, a calça desbotada e blusa velha, ninguém notava mais.

O cigarro já estava perto do fim, pensou em acender outro mas continuou a andar. Seu caminho era sempre em frente até chegar a algum lugar que era este o seu destino, seu mesmo destino nos últimos dez anos.

Atravessando a rua, a brisa que vinha do mar roçou a sua barba levemente e voltou sua atenção para o lado, quando o que devia fazer era seguir em frente. Em frente chegaria a velha selva de pedra, que antigamente ainda tinha um pedaço de verde que era natural. Dobrando na rua em que sentira a brisa chegaria a um lugar que há muito tempo ia diariamente.

Decidiu dobrar na rua.

A cada passo que dava ia de encontro a brisa que estava ficando cada vez mais forte, e no meio do caminho enquanto as lembranças se intensificavam comprou uma garrafa de vinho, talvez tão velho quanto ele, talvez apenas um vinho barato.

E a cada passo que ele dava as cores das árvores e das calçadas iam mudando suavemente, assumindo os tons amarelos do passado, e os rostos das pessoas que passavam se transformavam no rosto das pessoas que passaram por ali naquele mesmo dia a alguns anos.

E um velhinho que estava sentado na calçada ainda era o mesmo tendo apenas remoçado os anos que se passaram, e ele sorriu, o tempo passou, o tempo voltou e o velhinho continuava ali.

Ao passar pelo velhinho sorriu e recebeu um sorriso de reconhecimento em troca.

Continuou a andar, a garrafa de vinho estava agora na metade. Passando em frente a vitrina de uma loja viu que seu jeans estava de um azul vivo, e sua blusa estava nova e o dizer que estava estampado nela pulsavam fortes no seu coração.

E veio uma louca vontade de correr, correu, chegou até a praia, e foi naquela mesma areia que um dia tinham se reunido grandes mentes ou talvez alguns garotos com vontade de mudar o mundo.

Nunca mais vira esses garotos ou até mesmo os homens andróides que tinham se transformado com suas roupas da moda, mulheres de capa de revista e carros do ano.

Agora estavam novamente todos ali, mesmo em tons do passado. Ele sorria e já não se sentia mais tão velho assim.

Voltou para a selva de pedra, e em cima de um banco de uma praça movimentada começou a falar, e muitos que viam de fora o julgavam louco ou bêbado, ou talvez louco e bêbado. Mas quem teve a oportunidade de ver de dentro sentia uma grande vontade de a ele se juntar, subir naquele banco e gritar para todo mundo ouvir e quem sabe assim o mundo entendesse e voltasse a girar no eixo certo.

O dia passou, a tarde passou, a euforia passou e a noite veio.

Trazendo com ela o medo e a sensação de fracasso. Pegou um ônibus qualquer, sentou-se na última cadeira, voltou pra casa.

No banheiro chorou sozinho de baixo de uma água fria como pedra. Saindo do banho colocou na vitrola um LP de que gostava.

Caiu na cama ouvindo sua música preferida, logo adormeceu e no seu sonho o mundo tinha mudado, estava "bom" e ele então estava feliz.

A sua convicção de que o sonho era verdade foi tão forte que no sonho mesmo ele ficou, fazendo isso nunca mais acordou.

Pegou no sono antes de ouvir o seguinte trecho da sua música predileta:

"Hey como eu ia saber que os meus olhos enxergavam no escuro
Hey não me pressione você não vê que eu não sou culpado
Já faz tempo agora que o último revolucionário se foi
Mas quem sabe se você não vai ser o próximo
A dar continuidade a história"

Não, agora ele não sabia mais se ele teria sido o próximo, mas é certo que o mundo sentiu falta dele sem saber.


52 comentários:

renato disse...

Genialidade impar!.

Soturno disse...

Me identifiquei com o danado!

Muito bom.


Beijoca

César Fernández disse...

O vinho era dos bons...

Nossa, como o cara ali em cima falou, GENIALIDADE IMPAR.

Vou salvar esse texto aqui porque foi uma das melhores coisas que eu já tive oportunidade de ler!

O café fica cada vez melhor...
Parabéns moça!

Bjoo

Juliana Silva disse...

consigo ver um filme com essa história...

pena, que muitos "últimos revolucionários" já se foram.

;*

empty disse...

"how could I know, love was to go..."
by raulzito!

linda!!!

estou sentindo aquela palavrinha que só existe no dicionário português!!!

beijos, lua.

Milla Loureiro disse...

Que interessante...
o nosso mundo é tão grande no mapa, mas mesmo assim...pessoas que marcam, marcam!

bjos ,café bom cumadre!

Hélder disse...

Um dos seus melhores textos com certeza!


Acho que nesse dia esse cara viveu mais do que nos seus últimos anos.



Mó bunito.
x*

Mila disse...

ai quanta falta eu sinto dos revolucionário que se perderam.

a juventude podia ter mais tanto potencial!
não mude menina, não quero te encontrar bebada numa praia daqui a algum tempo ;)

ALF disse...

E com ele surgia a esperança.
O sonho que lhe envolvia novamente lhe dava energia. tudo parecia retornar à normalidade. tudo parecia ter solução, ter chance. tudo poderia ser mudado, melhorado.

Um sonho que ele queria que fosse verdade, tanta que adormeceu nele.

Um texto genial. Nos remete a refletir bastante até que ponto podemos fazer diferença. A que ponto podemos mudar e "enxergar" de forma diferente nossos caminhos. Basta acreditar.

Acredito no mundo. Acredito em mim. Acredito em você.

Querida, lindo e magnífico texto.
=D

Amei.

Um beijo grande

Anayar disse...

esse foi teu melhor texto.

saudades, beijodesligaoalktok

Enterufter disse...

Parabéns, parabéns, parabéns, parabéns, parabéns......

Um dos melhores textos que já li na blogoesfera.

Beijo grande!

Menina Lunar disse...

Ahh gente, o texto é muito fantástico mas os outros são também!!
Eu já li todos e o café dela é sempre maravilhoso. ;)

Vinho, praia, revolução...
Mistura perfeita!!
Pena que não tenha tido um final feliz; o mundo sentiu falta mesmo.

Beijo Lua!!!

, disse...

esse texto me fez lembrar do livro Carapintada...
despertou um sentimento de querer mudar e não ficar mais parada em mim..

talvez o ultimo revolucionario não tenha se ido ainda.. ele está adormecido

Elza disse...

Parecia que era eu acordando, saindo..pensando..
Adorei!
boa semana.
=]

Gabi disse...

perfeito³,como sempre

Parece umas páginas arrancadas de um livro

E o cara me lembra alguém com sede de revolução...

te mo

;**

THiago RangeL disse...

sabe o problema qual foi?

tuuuudo culpa do vinho
aahuhuauahuahua
brincadeiraaa
adorei
sempre gosto
;)
beijoo

Alê Namastê disse...

Eu quero saber mais sob dele...

Beijos

NeTtO disse...

GENIALIDADE IMPAR[3]
singular, casual...belo texto...
simplesmente belo...tao belo que ofusca qualquer tipo de comentario...

como sempre...café no ponto...
;D

NeTtO disse...

GENIALIDADE IMPAR[3]
singular, casual...belo texto...
simplesmente belo...tao belo que ofusca qualquer tipo de comentario...

como sempre...café no ponto...
;D

Palomilla disse...

Ah.. Acho que ainda estou na fase de me achar a revolucionária.. A que muda o mundo.. Mas acho que enquanto o mundo sentir falta, enquanto existirem pessoas que se lembrem desses revolucionários vai valer à pena, né? ;)

Beijoss

maryfoxxx disse...

sonhos, música, LP...
me fez lembrar aquela frase do Cazuza
"discos arranham e quebram"
hehe

Muito bom, como sempre.

Beijão!

uma pergunta disse...

o amor é complicaado pra todo mundo
mas acho que ele,o amor,precise de coisas abruptas pra prova que está ali,as vezes a melhor prova é perceber o amor num simples olhar.
*
lindooo seu texto
arotina acaba sufucando aquele desejo de mudar o mundo..
=/

empty disse...

"Don't it make you smile?
Don't it make me smile? yeah
When the sun don't shine, it don't shine at all, yeah
Don't it make me smile?

I miss you already, yeah, I miss you always
I miss you already, yeah, I miss you all day
This is how I feel..."
pearl jam

=*

Felipe Dib disse...

nossa, queria consiguir escrever assim...

=P

Pedro disse...

as vezes eu fico com vergonha de comentar devido a megneficência dos seus textos...

desculpa o simples comentário.
parabéns.

um alguém disse...

por que será que uma maioria gritante se identifica com seus personagens? e comigo não é diferente!

beijos tantos, moça!

*ZYKY*___________________ disse...

*_^ belo texto ^_*


beijos!!!

Manuka disse...

Oh minha linda...
tu cad dia que passa fica melhor nisso visse???
Amei... me lembrou várias pessoas...
Xeruuuu

Duda disse...

Um cara calado.
Muito bem escrito :)
Gosteei.
Beijo :*

Dani disse...

Parece cena de filme.
A cada dia seu café fica mais gostoso =)
xero.

Vieira Calado disse...

Um bonito texto dum blog que eu não conhecia.
Votos de excelente semana.

THiago RangeL disse...

atualizei....passa e vÊ se leva alguma coisa...

beijo
;)

Johnnatan disse...

Nooooooooooooooooussa...

cada vez me surpreendo mais aqui.
teu talento é impressionante!

CH disse...

Oi oi...
Passando por aqui uns quatro dias depois, mas o café no fundo da xícara - ainda que plácido - está quente.
Hoje desce com um pouco de leite!
...
Texto desbravador, como as pessoas que pensam em mudar o mundo através de pequenos gestos.
Em que pese o desencanto, outras idéias nascerão :]
Abraço do
Carlos

a. fontelli disse...

e no vai e vêm, a gente sempre se remonta no passado...

Beijooo!
=*

Camiseta Personalizada disse...

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Se você quiser linkar meu blog no seu eu ficaria agradecido, até mais e sucesso.(If you speak English can see the version in English of the Camiseta Personalizada.If he will be possible add my blog in your blogroll I thankful, bye friend).

subby disse...

o personagem do seu texto, talvez não seja assim, mas, me vem com a imagem do personagem de Cabra cega.. é por causa da idéia mesmo.. e que coisa bonita essa que você escreveu..(como se isso fosse uma novidade) :}

eh menina, vc tem tudo pra revolucionar o mundo.

diovvani mendonça disse...

Menina, você escreve muito bem. Seus personagens são marcantes. Tudo que você cria, é cinematográfico - pode virar filme e dos bons. ^^^Abraço^^^

Milla Loureiro disse...

lembrei-me de vc no meu ultimo post!

Alê Namastê disse...

De novo! Beijos

Tapas na Língua disse...

um Jesus Cristo cotidiano... muito, muito bom o texto, e algo me lembrou o bom Drummond.

bjss!

onirê disse...

pobre daqueles que se aimentam do passado...

(aafinal, comer arroz estragado faz mal ;D)

jaghor disse...

Belo escrito... Menina do reggae!

bjos de poeta!

Dália Rosada disse...

Estou sem palavras,valeu ter vindo aqui, escreves muito!!!!
Abraços!!

Luna disse...

as palavras ainda me faltam...

texto pra lá de bom

eu pude ver nitidamente a história toda se desenrolar na minha frente...

agradeço por isso!

montes de carinho

Quem disse...

Oi ..
vc é surpreendente. Um dia quero te a oportunidade de tomar um café na porta.. com voce, suas ideias e mais ninguém !
seria ótimo hehe

- insideabreak disse...

você escreve muito bem mesmo.
parabéns!

gabriel disse...

tá veloz esse texto
gostoso de ler
meus parabéns!

Mestre disse...

Oi.
dei uma saltadinha lá do café com creme...e acabei lendo duas vezes seu texto. E como existem coisas que marcam e pessoas desejando que o passado seja sempre presente.
Tenho de voltar com mais tempo para conhecer mais...
Um beijo suave

Mel disse...

Menina, passei só para dar um golinho no café, o papinho vem depois, tá bom?
Beijo

Nanda Nascimento disse...

Dê uma espiadinha no meu jardim.
Tem algo pra vc lá.
Abraços!!

Anônimo disse...

[url=http://www.ganar-dinero-ya.com][img]http://www.ganar-dinero-ya.com/ganardinero.jpg[/img][/url]
[b]Queres ganar dinero desde tu casa y buscas informacion[/b]
Nosotros hemos hallado la mejor guia en internet de como ganar dinero desde casa. Como fue de utilidad a nosotros, tambien les puede ser de utilidad a ustedes. No son solo metodos de ganar dinero con su pagina web, hay todo tipo de metodos para ganar dinero en internet...
[b][url=http://www.ganar-dinero-ya.com][img]http://www.ganar-dinero-ya.com/dinero.jpg[/img][/url]Te recomendamos entrar a [url=http://www.ganar-dinero-ya.com/]Ganar dinero[/url][url=http://www.ganar-dinero-ya.com][img]http://www.ganar-dinero-ya.com/dinero.jpg[/img][/url][/b]