segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Sentimento.

Dói, por doer dói sozinho.
Machuca, arde, dói.
Destrói.
O sorriso da menina mais bonita.
O sorriso mais bonito da menina.

Lágrimas de dor.
Dor da consciência que tem de si.
Ninguém entende, consegue.
Tentam.

De tanto chorar acabou por desistir.
Ser só para não machucar ninguém.
Se machucar caso machuca alguém.

Vontade de ir embora.
Abrir os braços e deixar a brisa da noite levar, junto com as folhas secas do chão.

Frio, chove.
Chuva e lágrimas.
Água e sal.

Tudo se mistura, ela chove, o céu chora, o sol seca, a brisa vem, ela vira nuvem. [para alguém]

42 comentários:

MH disse...

Eu juro que não gosto de poesia, mas acho que voce tem um jeito sublime de escrever. Ah...tambem odeio a palavra sublime, mas foi a unica que me veio a mente..rsrs

MH disse...

Nossa, primeirão, que legal...e segundnao também...ok..vou parar por aqui.

Lunna Montez'zinny disse...

E espera-se a chuva para lavar o que há de triste e de dor. Nem sempre a chuva vem. Adorei o poema...
Você poderia participar da edição do Coletânea Artesanal. O que me diz?
Amanhã tem novo post e depois no dia 30 de janeiro.
Abraços

www.coletanearteanal.wordpress.com

molin' disse...

eu sei porque me fez lembrar uma música do nando reis: 'é só você lavar o rosto e deixar que água suja leve longe do seu corpo o infeliz passado...'
aliás eu li todos seus textos e adorei! me rendeu muita inspiração!
beeijos menina

Bruno disse...

Só espero que essa tristeza toda seja só poética mesmo.

Beijo, menina

Fada disse...

Hummmmm

Astral palavra chave que espanta chuva, limpa os pés de lama e renovar a alma para o sol...

Adorei seu pedacinho
beijo grande

Fernanda Alves. disse...

Nossa... q doçura, vc tem o dor de se expressar em versos!!!

bj

Writer disse...

Café?
Sem açúcar por favor. =)

Adorei o texto viu?
muito bom. Sempre que puder estarei aqui visitando seu espaço.
Beijos.

inferno da consciência disse...

há quem diga que dói só um pouquinho.
há quem diga que não importa, porque dor pequena ainda é dor...
e há quem aproveita a dorzinha e acha até bom! igual fazer tatuagem...

mas se dói mesmo, há quem diga que "o álcool é o gelol da alma"

beijos

ah! um expresso sem açucar, por favor

Vinicius disse...

Olá.Sou visitante novo do teu blog.
Gostei desse poema, fico imaginando uma linda menina chorando sem parar.
Parabéns por este poema , e por este blog.
Abraços.

subby disse...

e se mesmo dps de tudo isso ngm for capaz de compreender, eu sei como é.

beijos!

Hélder, o míope disse...

Não sei o que a guria tem,
mas se dependesse de mim,
você já tava ensolarada.

x.
mesmo triste escreve bem...

FINA FLOR disse...

passa, flor, passa.....

um ótimo ano!!!

beijos

MM.

Rafael Velasquez disse...

sempre muito bom.

a triste história da menina que um dia virou nuvem.



beijo.

FERNANDA & SONETOS disse...

Olá, lindo poema!!!
Gostei do blogue, parabéns.
Beijinhos de boa noite.
Fernandinha

Gracy disse...

='[

talvez você tenha virado uma nuvem de algodão doce..

ou um arco iris..



"tomara que a tristeza seja só poética" ²

MH disse...

Tem uma pergunta para as mulheres no meu blog. Queria saber sua opinião. Bj

MH

marcella rarumi disse...

e essa sinestesia generalizada é tão mais comum que se imagina.

;*

Priscila Petrarca disse...

Noooossa! Gostei demais de seu blog! Vou ler sempre (:
vou te linkar , para poder voltar mais vezes, certo?
beijão! :*

alexandre disse...

Menina!
Muito bom te ver de novo.Gosto daqui (muito)!

Bjs!

Paulo D'Auria disse...

A-Ha! Lua voltou!
E com um poema lindo!

Beijos!!!

O futuro do que fui,o passado do que serei disse...

sinceramente? muita dor pra uma poesia só.Não que isso tire a beleza do que escreveu,absolutamente,mas a partir do momento que deixamos de olhar para o chão e olhamos para as estrelas,tudo adquiri um novo significado.
já te desejei feliz ano novo?
pois que esse seja o melhor da sua vida!
=*

Ella... disse...

Tomei a liberdade de colocar o link de seu blog no meu... Tudo bem?

Enterufter disse...

Tava com saldade do gosto desse café que só tem por aqui.

Gostei de como falou do "sentimento"...e de como vira nuvem[pra alguém].

Beijo enorme do Jéu!

A. fontelli disse...

é pra ela esse...
eu gosto.

;*

Clara Mello disse...

Um café simples,com açucar ,por favor (:
aspdla´sdplasdlaspdlsdplasdlsd.

ah! belos textos!

- http://particularhell.blogspot.com -

:*

♀.mary ienke.♀ disse...

"Ela chove... o céu chora..."

Ahhh lindo demais!

:D

Cackau Loureiro disse...

...essas nunvens são aconchegantes.hehehehehe

berinjelinha disse...

Lindo, meus parabéns^^
:**

. duda disse...

A terra não deixa a agua ir, ela volta como nuvem, ela sempre volta, há sempre algo que não nos deixa ir, que nos fazem ficar nem que seja como nuvem, pra depois acabar em águas....
adorei seu texto Lua, a propósito eu era: /palavrasdescruzadas e agora sou verbalizando ;)
:*

aLêeee disse...

ahh espero q vire nuvem mesmo
doi, machuca e deixa marca! nao existe coisa pior.

Jéssica V. Amâncio disse...

Ai, adorei.
Adorei a forma de voce transpor em palavras esse tudo que se mistura.=] lindo.

Eolo, Senhor dos Ventos... disse...

E quando virar nuvem, vem chover no meu quintal.
Iterashai Lua-chan.
^^

Boneca de Cera 85 disse...

Euainda estou procurando adjetivos pra descrever seu blog e o quanto e gostei dele...

não, eu não vou encontrar!

Beijos

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá, bom fim de semana.
Beijinhos com carinho.
Fernandinha

Bárbara (B.) disse...

Estou sem palavras. Eu podia ter escrito isso, meu momento. Meu momento errado escrito por outras mãos, mãos certas. Estou mesmo sem palavras.

Você escreve MUITO bem.

Fábio Ventura disse...

me deu saudade da primavera...

Ch disse...

Olá, minha cara;
.
Eis-me de volta ao Café, já me servindo da xícara para um mocka. Há quanto tempo, não?
Pois bem, saí de férias no final do ano passado, mas já de volta agora, reabrindo o blog e visitando os amigos.
.
Gostei do poema e do novo lay-out da página, com sessões para fotos, livros, etc. Você caprichou mesmo!
.
Receba meu abraço e um convite para visita. Tem poema novo lá.
Carlos

Beatriz Jucá disse...

Os versos mais lindos. Uma melancolia esperançosa nas entrelinhas. Gostei bastante. Parabéns!

Consternado disse...

Nuvem que dissipará, para alguém.

:*

Claudia Lis disse...

Hey Lua,

É ficou tristinho. Você está triste? As coisas não estão indo bem? Ainda assim, a poesia surgiu linda, como sempre.

Saudades de você, no seu blog, no meu blog, no orkut... Por onde anda nesse mundo?

P.s.: O Layout disso aqui está um arraso. Totalmente POWER! Gostei da evolução!

Beijo

Vanessa disse...

"...
escolha feita inconsciente
de coração não mais roubado
homem feliz
mulher carente

a linda rosa perdeu pro cravo"

Maria Gadú