segunda-feira, 24 de março de 2008

Desespero.

Pagou a conta, foi embora.
O pôr-do-sol levou junto as cores do arco-íris, a noite a realidade sempre volta, preto e branco.
Fechou os olhos, um turbilhão de tons que sempre acaba com o preto, solidão.
Muitas passaram, nenhuma ficou.
Acostumou-se.
Acomodou-se.
Mais que tudo, desistiu.
A última esperança partiu, no sorriso dela.
Abraço apertado, saudade, ela também passará.
Diferente de todos, cansou.
Fechou os olhos novamente, atravessou a rua, nunca mais voltou.


38 comentários:

a. fontelli disse...

também não costumo voltar em lugares que dão dor de saudade...

vai siiiiiiiiim!
é só aparecer, vai vai vai!!!
também to com saudade de tu chuchu! =/
e principalmente de conversar, sempre...

beijooooooo.
;***

meire disse...

lua! q legal q isso está mais vivo do q nunca e olha aline aí
interessante como quando fechamos os olhos pra dormir surgem esses vários tons ne? seriam pré-sonhos???
:***
Meire

Eduardo Rocha disse...

Mais um belo texto.
Parabéns e continue escrevendo!

:)

Éverton Vidal disse...

Adorei Desespero. Um retratinho de uma alma no meio de um momento aparentemente simples da existència.
Parabéns!

Anayar disse...

amiga, bora fazer animações com esses teus textos? quando leio só me lembra começo de filmes super legais.

e ah, não se joga fora não. tu "dá pro gasto"! brincadeira, tu vale é muito.
beijo luette.

Spuldaro disse...

No sono profundo a esperança se manifesta, virá o alívio?

Gostei! Parabéns!

Abraços!

Lunna Montez'zinny disse...

Sempre que venho aqui e leio esses versos, fico a espiar a mim mesma. Sabe, como se ao fazer isso, me permitisse um viagem pela pele e por alguma forma de desejo menos atenta. É isso...
Beijos e boa semana...

Filipe Garcia disse...

Ah, que tristeza!
Viver sem esperança é ruim, parece até crueldade. Mas admito que isso acontece muitas vezes.

Como tudo o que é triste, tem sua beleza, fica aqui meus parabéns pela sua escrita sem igual.

Beijos

Hélder, o míope disse...

Lidar com coração apertado, saudades e desistências não é fácil.
Será que é melhor ir embora e procurar um novo início?

_
Saudades!
Belas palavras, como sempre.

Bejo!

Loh_rayne disse...

Escreves tão bem;

um verdadeiro desispero;

tava com saudades daqui

beeeijos;*

Ferdi disse...

Me lembrou um poema de Troquatto Netto que foi musicado pelos Titãs.
"Ele partiu e não voltou. E não voltou porque não quis. Quero dizer ficou por lá. Já que por lá se é mais feliz".
Beijos!!

Pedro droPe... disse...

Sempre bela em palavras... fazia um tempo que não passava por aqui... porém, está belissimo tudo isso

beijo no olho,
lua, poesias e flores...

Augusto Tampinha disse...

Desistiu.. nunca mais voltou..

até onde se sabe... nenhum lugar é o mesmo depois q se sai dele..

então .. jamais voltamos.. vamos sempre..

: *

Fê Probst disse...

Poema lindo e poema triste.

Fê Probst disse...

A propósito: a vantagem do preto e branco é que podemos colorí-lo da cor que bem entendermos.

pequenina gigante disse...

olá!
teu irmão me mostrou teu blog,desde então sempre faço uma visita...

ah!gosto muito dos teus textos!

=D

Larissa Bohnenberger disse...

Uma hora a gente sempre cansa!
Bjs!

Rafaaael õ/ disse...

querido isso!

Ludmila Prado disse...

ai que triste, como todos belo.
saudade daqui garota, tempão.

tudo passa, agente acaba esquecendo ou caindo na rotina.
tudo que aparece derrepente causa inpácto, depois agente acostuma.

um beijo

adam brown disse...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is

Gracy disse...

até onde sabemos não voltou..
mas mais tardequem sabe...

:DD

otimos como sempre

inferno da consciência disse...

pelo menos pagou a conta, né?

capuccino, sem açúcar!

brigado
bjs

Perfumes disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Perfume, I hope you enjoy. The address is http://perfumes-brasil.blogspot.com. A hug.

.Ná. disse...

Oi, Lua!
Achei seu blog e adorei seus versinhos.
As vezes a melancolia bate... e então...
Beijinhos

Mila disse...

não. não aceito.

tenho certeza que ele iria voltar.
tem que voltar.

partiu meu coração lua.

Mila disse...

e eu li isso enquanto ouvia "a ultima sessão" imagina se eu senti.

219.534.043-8 disse...

lindo texto, srta. Lua.

abração

Dani disse...

Será que n voltará depois de algum tempo?

eluza disse...

sempre passando aqui colhendo suas petálas e guardando-as com muito carinho. Sua fã.

Bruno disse...

Ah, Lua, esse me deixou uma sensação de tristeza quando terminei de ler.

Mas não deixa de ser lindo, histórias tristes são sempre bonitas.

mary ienke disse...

Ah, eu amo esses textos que deixam aquela saudade no final...

inferno da consciência disse...

eu conheço bem esse desespero...
ai, o desespero....

bjs

(um expresso, sem açucar)

aLê :) disse...

e se voltarmos seremos so tristeza. fugimos tanto disso como o diabo da cruz!

camila disse...

encontrei esse café por acaso. entrando no meio do acontecido, aceno adeus pra mais essa outra que parte...

tem capuccino? me vê um pequeno!

[adorei td por aqui. :) querendo, apareça no canto de cá. não tenho café - nem aspas. mas um papinho pra jogar fora, sempre].

Alexandre Guerra disse...

continuo vindo aqui, continuo gostando daqui, continuarei voltando praqui.

bjs.

Paulo D'Auria disse...

"a noite a realidade sempre volta, preto e branco"

Lindo poema!
Beijos

Palomilla disse...

"Nunca mais voltou."


Seus pés ou seu coração?


Se os dois, me ensina.

Thiago disse...

nunca mais voltou, eu costumava admirar de longe, mas hoje resolvi deixar um trocadilho de palavras aqui, volta, que adoro! faz bem vir aqui, só comentei porque senti cheiro de despedida.

Fica um abraço !