domingo, 6 de dezembro de 2009

2.

Vontades contraditórias passando ao mesmo tempo na mente de uma pessoa. Vontades incontáveis, infindáveis. Vontades. Nada de verdade. Agora tudo tão impossível. Vontade de voltar atrás, e de seguir em frente. De muito pensar acabou ficando parada, no mesmo lugar, na mesma hora, na mesma cadeira, na frente de um computador. Falou algumas coisas, pra algumas pessoas, mas sempre que terminava de falar, que ouvia o tu, tu, tu no telefone, ou fulaninho ficou off-line no msn, ou via a pessoa indo embora, sempre tinha a sensação que tinham mais coisas para serem ditas, mas ela não conseguia dizer. E isso era uma droga. Uma droga, um vício, ou qualquer outra coisa. Não conseguia falar, e isso a incomodava. Eram essas vontades contraditórias. Vontade de ir embora, sair correndo mesmo, ir embora, e uma vontade danada de ficar. E acaba não fazendo nada. A outra pessoa é quem vai, sempre vai. E ela fica. E a vida vai passando. E as pessoas também. E ela fica. Parada, só. Um dia, tomara e talvez quem sabe, ela toma uma atitude. E sai correndo, quando devia sair correndo. E fala o que tinha de ser dito, na hora certa, para a pessoa certa, e não para si mesma no espelho do banheiro. Um dia, quem sabe. Nem ela sabe.

2 - postagens aleatórias.
"...tudo está perdido mas, existem possibilidades, tinhamos a idéia mas você mudou os planos, tinhamos um plano, você mudou de idéia..." [sereníssima]

10 comentários:

João Romova disse...

Sou o contraditório de mim também. Mas convivo bem com os meus defeitos, passei a ver neles um charme. Ser bonzinho demais é um saco.

volto aqui para tomar café contigo, meio amargo, por favor. Com leite e açúcar.

bjos mil

a cogumelo. disse...

peguei um pouco de café, bem misturado, mas bom.
conheço um pouco dos ingredientes desses cafés. algumas das lágrimas condidas, escondidas.
e um pouco das palavras não ditas, guardadas na mente, nas cartas rasgadas ou ditas para o espelho.

ótimo café, beijos.

LEVINA ANDRADE disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
César Fernández disse...

Convivo com essa sensação de que ficou faltando dizer algo. É perturbador. Belo texto (:

Azul disse...

Muito bom Lua, parabéns pelo sentimento e pelo texto.
Vou passar mais nesse café inspirado

(já pergunto se tem sem cafeína porque nessa de entregar o coração acabei prejudicando o estômago)

Cissa disse...

a contradição das vontades é o que faz a vida valer a pena.

Tulio disse...

Lua, mandei uma mensagem pro seu endereço do gmail. Me confirme se recebeu

Rafhaael disse...

esses dias tão estranhos, que são quase todos os dias, incrível isso.

molin' disse...

nossas vontades não tem sentido, e isso faz todo sentido.

adorei, cheiro

Bruno disse...

Deixa ela ensaiando. Um dia ela fala.



* * *
Fazia tempo não passava por aqui. Bom voltar e ver que as coisas continuam bonitas como sempre :)