sexta-feira, 25 de março de 2011

Caminho das Águas.

"...amor não chora, que a hora é de deixar, o amor de agora, pra sempre ele ficar, eu quis ficar aqui, mas não podia, o meu caminho a ti, não conduzia, um rei mal coroado, não queria o amor em seu reinado, pois sabia não ia ser amado, amor não chora, eu volto um dia, um rei velho e cansado já morria, perdido em seu reinado, sem maria..."
Geraldo's Azevedo e Vandré - Canção da Despedida

-
 - .a partir de agora é realidade. - 
-

Pensou em correr, para o futuro, o passado, o presente, para todos os lados. Pensou em correr, para qualquer lugar, qualquer espaço, qualquer cercania. Pensou em correr e não parar mais. Pensou em correr, pois assim talvez quem sabe, em velocidade, num impulso, ao abrir os braços, pudesse voar. Pensou em correr. Pensou.

Pensou que ia morrer. Encomendou o caixão, escreveu a poesia, guardou o testamento. Deitou na cama, fechou os olhos, pensou que morria. E, nada.
    
Pensou que chovia. Ainda de olhos fechados, os ouvidos ficavam mais atentos. Então ouvia a água caindo do lado de fora do quarto. E de repente, se sentiu água. Abriu os olhos e foi pra chuva. Era água, e da água virou rio.

Sonhou que era rio. E como rio, passou várias vezes no mesmo lugar, até achar o caminho. E quando enfim achou, correu, com todas as forças, todas as gotas, todos os sonhos do mundo.

E no fim encontrou, encontrou o seu aprumo no mar.

15 comentários:

Impoesia sim disse...

É fascinante. Gosto de ti, gosto do que escreves. Eu me sinto ali. Vamos abolir este mundo como tem sido para sermos mais do que temos sido. Invés de estar impregnados desse mundo, impregnemo-lo.

Grato, Lua crescente.

"Voando com Borboletas" disse...

Quero o mar...
Falta muito pra chegar o mar?
Quanto tempo? E isso demora?

Amei seu texto!
Adorei, muito bom!
Vem me visitar tb! Será um prazer
Bjs
Borboleta
www.voandocomborbolletas.blogspot.com

Menina no Sotão disse...

Alguém acendeu a luz por aqui. Fazia tempo que não vinha pra essas bandas. Estava com saudades de tuas palavras, dessa forma agradável de nos conduzir pelos caminhos dos teus versos. Vou navegar e descobrir as ausencia dos meus olhos. bacio

Alexandre L'Omi L'Odò disse...

Meu prumo segue por ai também...

Thiago disse...

E o mar voltou e o esperar cessou.
'a barca segue seu rumo'

Anônimo disse...

Opa muito bom, muito bom

Rico Santana

Laura K. disse...

Já estava sentindo falta de tuas palavras. Como sempre me fazem suspirar.

Maria Vani disse...

"Um expresso pequeno, três gotas de adoçante por favor!"
Era o que ela(que era eu) tomava, hoje já adiciona leite, bate nescafé com açucar... quando vê esta trocando o café pelo achocolatado quentinho. E se perde em si, pois perdeu-se dele!
Teu texto trouxe ela(que era eu) pra mais perto, embora ele(que era meu) tenha ido pra tão longe, perto de Deus, longe de mim :/
saudade infinita e doida

Thiago disse...

espero o porvir :)

Anônimo disse...

Boa noite interessante assunto , apreciei bastante, penso que poderiamos fcar blog palls :) lol!
Aparte de brincadeiras o meu nome é Liam, e como tu escrevo webpages se bem que o foco do meu espaço é bastante distinto de este....
Eu desenvolvo websites de poker sobre bónus sem depósito sem arriscares o teu cash......
Adorei imenso o que li aqui outra vez
Virei aqui mais vezes
Ps:desculpa o meu portugues

Lua Durand disse...

Caro Liam, Obrigada pela visita ao meu blog.

Que bom que gostou, e que pretende voltar mais vezes, volte sim!

E quem sabe conversamos mais, sempre com um bom café.

-
Lua Durand

Suelen Safiano disse...

Às vezes não vejo muita diferença entre pensar e sonhar. Lindo, parabéns

Thiago disse...

a barca segue seu rumo lenta...

Raphael Alves disse...

Ahhh, aprecia café?
ideiasdecafe.wordpress.com
Tá mais parado que bicho-preguiça.

Eolo, Senhor dos Ventos... disse...

Saudade de passar por aqui, de escrever para você, do mar...
É no mar que tudo se encontra.
Deixa de ser 'eu' e passa a ser 'nós'...

Lindo!

Beijo grande, cuide-se!
Kissus!