sábado, 24 de março de 2012

Amargosa.

Quis fugir, para qualquer lugar do mundo onde pudesse ver nos olhos das outras pessoas clareza e lucidez. Do lado de cá, do lado de fora dos muros, todos estão loucos. Todos vivem no caos. Na busca do imediato. São marionetes envolvidas nas teias pesadas do passado. São pássaros de asas molhadas que mesmo que queiram não conseguem alçar vôo para o sol. 
-
Há uma criança dentro de mim que acredita, apenas acredita. Eu não quero que ela vá embora, mesmo com tanta tristeza que diz não valer a pena acreditar. Quero ser sol, nuvem, água, poeira e vento.

-
Luiza
18/03/12

5 comentários:

Claudinha Santos disse...

"Também busco calmaria e lucidez em algum lugar desse mundo. Antes, em algum lugar dentro de mim..."

Parabéns pelo seu blog lindo!!!
Bjs
Att

http://jogandoconversas.blogspot.com

Janayna disse...

quero um dia claro para ver os detalhes de cada pedacinho do céu. estou ficando pesada de tanta escuridão.

Marlua disse...

Acreditar... O que é acreditar senão a vontade de fazer dar certo. Sei que a vontade só não causa, mas a vontade com a visão que tens sim, isso faz mudanças... Leia http://tomesuapilula.blogspot.com.br/2012/03/pilula-do-outro-lado-da-lua-numero-43.html

De um amigo que sabe ler as pessoas, mesmo que essas estejam longe. Mesmo que não as conheça. Ele leu vocÊ neste texto.

Laura K. disse...

Tenho me fechado tanto em mim que mal vejo a clareza do meu próprio olhar.

Sofia disse...

Encantada com seu blog. Com açucar e sem leite, por favor.