quarta-feira, 21 de março de 2012

Expresso sem açúcar.

* postagens aleatórias de 2012.
ou um pouco de alma e coração.
ou ainda, organizando a casa.

-
1.
Qual o melhor ângulo para se enxergar a alma? - Questionava-se.
A resposta era simples: Para olhar a alma tem que ir pra dentro, em busca dela.
Nem sempre se consegue achar.
As vezes o corpo é maior, as vezes é o coração.
-
2.
Ir para dentro não significa que estou em depressão ou sofrendo. 
É que as vezes eu preciso de silêncio para conseguir ouvir a minha alma.
As vezes eu preciso de leveza.
Me sinto cansada do fluxo pesado das relações humanas.
Será que sempre foi assim?
Ou a sociedade moderna se transformou no caos?
A vida não é banal.
-
3.
O que me cansa é o ciclo que se repete.
Como quebrar o meio?
Não.
-
4.
Sonhei que eu mergulhava, e o mar me envolvia.
-
5.
As relações humanas nas sociedades modernas estão imbuídas de um peso.
Os homens que sentem medo de si próprios se escondem sob capas que possuem espinhos.
Espinhos que penetram no corpo, atingem a alma e abrem feridas.
Com isso o caos se instala.
Todos estão marcados.
Leveza esta longe.
O medo não deixa.
A mente não pensa.
O coração virou pedra.
-

Luiza,
Entre 19 e 20/03.

3 comentários:

Claudinha Santos disse...

Lindoooo!!!!!
parabéns!

Bjs
Att

http://jogandoconversas.blogspot.com

Janayna disse...

a modernidade me cansa.
me cansa como tudo e todos se tornaram individualizados e individualizavéis demais.
quero um pouco de paz. leveza. e palavras.

Marlua disse...

Como sempre singular, leve e na dose certa, como deve ser todo café!!