segunda-feira, 24 de julho de 2017

1

De quando tudo se transforma. Todo o significado. Toda a significância. Tudo o que houve antes se perdeu no Tempo e no espaço, e o que restou não ilustra nem um livro, nem um desenho. Como um furacão que destelha casas e leva embora toda a estrutura de uma vida, para simplesmente dar a oportunidade de recomeçar, do zero, do nada. O impacto é maior que uma batida na velocidade da luz. Desintegra, desintegrou, tudo o que eu conhecia, tudo o que eu tinha como conceito. Hoje me encontro despida de mim mesma, hoje me encontro no centro do mundo, no meio da tempestade, no olho do furacão.

Nenhum comentário: